O Gabinetto Vieusseux foi fundado em Florença em 25 de janeiro de 1820 por Giovan Pietro Vieusseux, comerciante e banqueiro de Genebra. O Gabinetto Scientifico Letterario Vieusseux foi no século XIX um dos principais pontos de encontro entre a cultura italiana e a europeia, um dos centros mais ativos do Risorgimento Italiano.

Giovan Pietro Vieusseux
Giovan Pietro Vieusseux

Nasceu como um gabinete de leitura, onde as mais importantes revistas europeias eram disponibilizadas ao público em salas abertas à conversa e à troca de idéias. Uma biblioteca circulante foi montada ao lado do Gabinetto Vieusseux, onde era possível emprestar os novos livros em italiano, em francês, em inglês e em alemão.

Gabinetto Scientifico Letterario G.P. Vieusseux
Gabinetto Scientifico Letterario G.P. Vieusseux

Era possível ter acesso ao acervo do Gabinetto Vieusseux através do pagamento de uma espécie de assinatura, portanto, ele funcionava como uma empresa comercial.

A primeira sede do Gabinetto Vieusseux foi no Palazzo Buondelmonti na Piazza Santa Trinità. Em 1923 a sede foi transferida para o interior da igreja de Santa Maria sopra Porta, atual Palagio di Parte Guelfa. No dia 17 de novembro de 1940, foi inaugurada a nova sede no Palazzo Strozzi, onde funciona até os dias de hoje.

Giacomo Leopardi e Alessandro Manzoni, dois grandes mestres da literatura italiana, eram freqüentadores do Gabinetto Vieusseux durante suas estadias em Florença; Entre os parceiros estrangeiros inscritos estavam Stendhal, Arthur Schopenhauer, James F. Cooper, William M. Thackeray, Fyodor Dostoyevsky, Mark Twain, Emile Zola, Andre Gide, Rudyard Kipling, Aldous Huxley e David H. Lawrence.

Dirigido até 1919 pelos herdeiros de Vieusseux como local privado, a partir de 1921 é propriedade da cidade de Florença. Possui um Conselho de Administração presidido, por um delegado, indicado pelo prefeito da cidade.

O Instituto também promove conferências e exposições ao longo do ano; desde 1995, foi retomada a publicação da revista quadrimestral “Antologia Vieusseux“, fundada por Bonsanti em 1966.

Categorias: Florença

Cristiane de Oliveira

Brasileira do Rio de Janeiro, vive em Florença ha 12 anos. Apaixonada por arte, historia e bons vinhos. Guia de turismo e sommelier na Toscana.

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.