Segundo episódio da Semana Santa na Arte. Hoje vamos ilustrar um outro episódio contado no Evangelho: Maria que lava os pés de Cristo. A obra escolhida é a Ressureição de Lázaro de Nicolas Froment.

A Ressureição de Lázaro de Nicolas Froment
A Ressureição de Lázaro de Nicolas Froment

Na liturgia católica hoje, segunda-feira Santa, lemos o Evangelho de João, quando Maria lava os pés de Jesus. A igreja Ortodoxa celebra esse evento no sábado anterior ao Domingos de Ramos.

“Seis dias antes da Páscoa, Jesus foi para Betânia, onde morava Lázaro,
que ele havia ressuscitado dos mortos. Ali ofereceram a Jesus um jantar;
Marta servia e Lázaro era um dos que estavam à mesa com ele. Maria, tomando quase meio litro de perfume de nardo puro e muito caro, ungiu os pés de Jesus e enxugou-os com seus cabelos. A casa inteira ficou cheia do perfume do bálsamo. “ (João 12,1-3).

O Painel central com a ressureição de Lázaro
O Painel central com a ressureição de Lázaro. A esquerda, Marta e Maria que choram copiosamente diante da ressureição de Lázari, Na extrema direita, um homem vestido ricamente, com veludo bordado com fios de ouro, pedras preciosas e pérolas, cobre o nariz, provavelmente por causa do odor vindo de Lázaro.

A obra escolhida de hoje foi A Ressurreição de Lázaro de Nicolas Froment que faz parte da coleção da Galleria degli Uffizi em Florença.

O Painel lateral esquerdo: Marta encontra Jesus e informa que seu irmão Lázaro é morto.
O Painel lateral esquerdo: Marta encontra Jesus e informa que seu irmão Lázaro é morto. No fundo, a paisagem típica dos pintores flamengos.

O tríptico (possui três paineis) ilustra a história de Lázaro e suas irmãs Marta e Maria: na ala esquerda, Marta vai encontrar Jesus para informá-lo da morte de seu irmão; no centro, Jesus ressuscita Lázaro e provoca emoção em Marta, Maria e nos apóstolos; na ala direita, que é aquela que nos interessa, a narração termina com a ceia na casa de Lázaro, onde Maria honra o Salvador ungindo seus pés.

Painel lateral direito: a ceia na casa de Lázaro e Maria que lava os pés de Jesus.
Painel lateral direito: a ceia na casa de Lázaro e Maria que lava os pés de Jesus. Espetacular a paisagem vista pela janela. A mesa representada nos mínimo detalhes: pessoas que bebem vinho, que corta o pão, prato principal com ave e presunto.

No verso das alas laterais da pintura, Francesco Coppini, que encomendou a obra, acompanhado por outros dois personagens não identificados. Coppini é mostrado, à direita, enquanto orava em frente à Virgem e o Menino, representado na porta esquerda.

Abaixo, uma inscrição traz a assinatura de Nicolas Froment e a data de 1461. A obra foi encomendada para ser colocada no mosteiro franciscano de Bosco ai Frati no Mugello, mas após a repressão dos institutos religiosos na era napoleônica, foi levada para os museus florentinos.

O tríptico fechado. Com o Bispo Francesco Coppini em oração em frente a Maria e o Menino Jesus.
Painel lateral direito: a ceia na casa de Lázaro e Maria que lava os pés de Jesus.

Achou este artigo interessante?
Compartilhe em sua rede de contatos do Twitter, no seu mural do Facebook. Compartilhar o conteúdo que você considera relevante ajuda esse blog a crescer. Grazie!


Cristiane de Oliveira

Brasileira do Rio de Janeiro, vive em Florença ha 12 anos. Apaixonada por arte, historia e bons vinhos. Guia de turismo e sommelier na Toscana.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *