Os Medici foram os grandes mecenas do Renascimento Florentino. Tantas obras foram encomendas, financiadas e colecionadas por eles: obras de Botticelli, Michelangelo, Caravaccio, Donatello, Verrocchio, etc. Qual foi a última obra financiada pelos Medici? Provavelmente uma obra importante, pois protagonizou os pensamentos da última descendentes da poderosa Família Medici.

Os Medici foram a família mais importante da Toscana. Além de governantes, foram também grandes mecenas do Renascimento. A última Medici, Anna Maria Luisa de’ Medici, morreu no dia 18 de fevereiro de 1743. Antes de morrer, Anna Maria Luisa, deixou uma grande herança à cidade de Florença, o chamado Pacto de Família.

O Pacto de Família garantiu que todo o patrimônio dos Medici, fosse ligado para sempre à cidade de Florença. Foi um documento de grande importância para o patrimônio artístico da cidade.

O Pacto de Família foi uma importante herança que Anna Maria Luisa deixou a cidade de Florença, mas não foi a única. Nos anos entre 1739 e 1742, Anna Maria Luisa se dedicou ao restauro da Basílica de San Lorenzo e da Capela dos Príncipes.

O restauro foi iniciado por Ferdinando Ruggieri e finalizado pelo irmão Giuseppe. Infelizmente, as escolhas arquitêtonicas dos arquitetos, destruiram o afresco do Juízo Final feito por Pontormo no coro da Basílica de San Lorenzo.

O último ato de Mecenatismo feito pelos Medici, a pedido de Anna Maria Luisa foi a decoração da cúpola da Basílica de San Lorenzo em Florença. A obra foi realizada por Vincenzo Meucci, que pintor a Glória dos Santos Florentinos. O afresco representa Santa Ana (nome da última descentens dos Medici) e os Santos Florentinos, mostrando o quanto é grande a glória que existem dentro dos seus corações.

A obra foi terminada no dia 24 de Julho de 1742 e foi inaugurada no mês de agosto. O sucesso da realização da obra garantiu a Meucci um período de grande sucesso e muito trabalho, entre eles com o Marquês Carlo Ginori, que poucos anos antes fundou a Manifattura Ceramica, que hoje é conhecida como Manufatura Ginori.

Carlo Ginori desejava decorar a Villa di Doccia, no interior da Manifattura, onde eram expostos os objetos mais preciosos. Para valorizar a sala daquele primeiro “museu” de cerâmica, Ginori encomendou a Meucci o afresco do teto da sala. O tema do afresco, que existe ainda hoje é as várias fases da produção da porcelana.


Cristiane de Oliveira

Brasileira do Rio de Janeiro, vive em Florença ha 12 anos. Apaixonada por arte, historia e bons vinhos. Guia de turismo e sommelier na Toscana.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *