Lobos de Liu Ruowang invadem a Piazza Pitti e Piazza Santissima Annunziata em Florença. Eles parecem atacar um potente guerreiro. São Lobos de ferro e cada um pesa cerca de 280kg.

Lupi in arrivo – Piazza Pitti – Liu Ruowang

Trata-se da exposição “Lupi in arrivo” (Lobos a caminho) do artista chinês Liu Ruowang, que permanecerá em Florença até o dia 02 de novembro.

Os gigantescos e ferozes lobos de metal nos obrigam a repensar na atitude predatória do homem em relação à natureza.

Piazza Pitti

Ė uma resposta alegórica da natureza à devastação do meio ambiente. E é, ao mesmo tempo, uma reflexão sobre os valores da civilização, sobre a grande incerteza em que vivemos hoje – tornada ainda mais evidente pelos dramáticos efeitos de covid-19 – e sobre os riscos reais de uma aniquilação irreversível do mundo atual.

“Lupi in arrivo”, portanto, representa uma crítica real a um mundo dedicado à autodestruição e os lobos são um apelo desesperado pela proteção ambiental de todo o planeta.

Liu Ruowang

Liu Ruowang Piazza Annunziata
Piazza Santissima Annunziata – Florença – Liu Ruowang

Liu Ruowang (1977), escultor e pintor, é um dos maiores artistas chineses contemporâneos. A sua arte parte da consideração de que a história do homem é também a história da sua relação com a natureza. A dimensão filosófica de Liu Ruowang é também uma denúncia real dos riscos causados ​​pela perda dos valores humanos, mortificados pelo sistema opressor da vida contemporânea, palco de dor e violência.

A instalação Lupi in arrivo é o resultado da produção da última década do artista que deve ser considerada a plena maturidade artística de Liu Ruowang. A propensão do mestre chinês para grandes dimensões significa que suas obras tocam a monumentalidade sem, no entanto, constituir uma presença incômoda ou dificultar a percepção do contexto circundante. As formas, graças a um impacto cênico estudado e ao seu dinamismo, são percebidas como atores que ocupam o espaço sem se apropriar dele, com um sentido cíclico de movimento que repropõe cenas e sugestões em um contexto temporal.


Cristiane de Oliveira

Brasileira do Rio de Janeiro, vive em Florença ha 12 anos. Apaixonada por arte, historia e bons vinhos. Guia de turismo e sommelier na Toscana.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *