O aniversário do Grão-Ducado da Toscana: Boboli e Palazzo Pitti com entrada franca.

No dia 27 de agosto eles estarão abertos ao público gratuitamente em homenagem à coroação de Cosimo I de ‘Medici.

Em ocasião do aniversário da coroação do grão-duque de Cosimo I de ‘Medici, o Palácio Pitti e os Jardins de Boboli estarão abertos ao público gratuitamente. O evento marcou o nascimento do Grão-Ducado da Toscana, que ocorreu em 27 de agosto de 1569.

Ppap Pio V coroa Cosimo I dos Medici como Grão-Duque da Toscana

Constituído com uma bula emitida pelo Papa Pio V, após a conquista da República de Siena pelos Medici, o título que deu ao Duque de Florença a nomeação como Grão-Duque da Toscana foi celebrado com uma cerimônia solene em 13 de dezembro de 1569. Um ato importante, que marcou o reconhecimento de uma verdadeira preeminência do príncipe florentino no sistema estatal italiano de meados do século XVI.

De fato, a concessão colocou Cosimo I e seus sucessores, em um nível de prestígio que nenhum outro príncipe italiano poderia ter reivindicado. O Grão-Ducado passou em 1737, devido à falta de herdeiros da família Medici, aos Habsburgo-Lorena que reteve o poder, embora com algumas interrupções durante o Período Napoleônico até a unidade da Itália.

Jardins de Boboli em Florença
Jardins de Boboli – Florença

Na terça-feira, 27 de agosto, portanto, visitantes terão livre acesso aos museus localizados na imponente residência dos Medici: a Galeria Palatina, a Galeria de Arte Moderna, os apartamentos Reais, o Museu da Moda e do Traje, o Tesouro dos Grãos-Duques (contendo obras de ourivesaria, prataria, cristal, marfim e pedras duras).

No último andar do Palazzo Pitti, nos salões do Museu da Moda e do Traje, realiza-se a exposição “Romanzo breve de moda manor” (organizada em colaboração com Pitti Immagine), que mostra a moda masculina dos últimos trinta anos.

Cosimo I de’ Medici – Bronzino

O primeiro Grão-Duque da Toscana, Cosimo I, é uma figura fundamental na história européia bem como no desenvolvimento do território da Toscana e de Florença. O Palazzo Pitti, que foi adquirido por ele e sua esposa Eleonora de Toledo em 1550, antes de obter a coroa grão-ducal, tornou-se não apenas sua nova residência, mas também o símbolo do poder consolidado dos Medici sobre a Toscana.

A visita aos Jardins de Boboli completa a visita ao Palácio Pitti, do qual é parte integrante: em sua magnificência, ainda se pode compreender plenamente o espírito de vida da corte, entre a arte e o luxo do Palácio e as maravilhas de um dos parques monumentos mais bonitos do mundo.

Achou este artigo interessante?
Compartilhe em sua rede de contatos do Twitter, no seu mural do Facebook. Compartilhar o conteúdo que você considera relevante ajuda esse blog a crescer. Grazie!


Cristiane de Oliveira

Brasileira do Rio de Janeiro, vive em Florença ha 12 anos. Apaixonada por arte, historia e bons vinhos. Guia de turismo e sommelier na Toscana.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *