Ao visitar o Val d’Orcia, você não pode perder Monticchiello, uma pequena vila medieval fora dos roteiros mais conhecidos que ainda conseguiu preservar sua beleza autêntica.

Vista de longe, Monticchiello é apenas uma torre que se ergue atarracada e robusta, no topo de uma colina. Os restos de suas formidáveis ​​muralhas e seu portão medieval se mostrarão claramente aos seus olhos apenas quando você chegar perto da aldeia localizada no coração do Val d’Orcia na Toscana.

As origens de Monticchiello perdem-se no tempo. Se quiséssemos considerá-la de origem romana, poderíamos supor que pertencia à Gens Cloelia, derivando o nome Monticchiello do latim Mons Cloelii. É certo que Monticchiello está incluída na lista de castelos que Lamberto Aldobrandeschi cedeu à Badìa Amiatina em 943. Em 1156 foi doada ao Papa Adriano IV como feudo pelo Conde Paltonieri.

Embora o nome de Monticchiello esteja presente em documentos antigos, a história deste vilarejo começou a adquirir importância apenas a partir do século XIII, quando a população, decidiu apoiar a República de Siena, tornando-se sua aliada mais fiel.

As robustas muralhas e a torre que se erguem na colina são os sinais tangíveis de um passado medieval, em que a cidade era um baluarte defensivo da República de Siena. Em 1559 com a queda de Siena, Monticchiello caiu nas mãos da família Medici de Florença e aos poucos perdeu a sua importância.

O que ver em Monticchiello

Monticchiello é a típico vilarejo toscano localizado cerca de seis quilômetros de Pienza, no topo de uma colina. É uma verdadeira jóia medieval. Caminhando pelas suas ruas sinuosas e irregulares que desembocam em bonitas praças cercadas por casas de pedra, você terá a sensação de estar em outra época e talvez não queira mais voltar ao presente.

A fortaleza e as muralhas

Monticchiello foi dotada de um sólido sistema de fortificações, composto pela fortaleza situada no ponto mais alto do povoado e pelas muralhas torreadas que protegiam a vila. Da fortaleza, hoje resta apenas a poderosa Torre del Cassero. As muralhas, parcialmente preservadas, são intercaladas por torres de várias formas e tamanhos.

A igreja dos Santos Leonardo e Cristóvão

A Pieve dos Santos Leonardo e Cristóvão é uma igreja de estilo gótico construída na segunda metade do século XIII. A fachada muito simples é caracterizada por um belo portal ogival encimado por uma elegante rosácea.

O interior, remodelado no século XVIII, possui uma única nave; nas paredes há alguns afrescos valiosos da escola de Siena realizados entre os séculos XIV e XV. Na parede direita, encontramos os Episódios da vida de Santa Catarina de Alexandria; à esquerda, fragmentos de uma Madona com o Menino atribuídos a Niccolò di Segna; enquanto no presbitério a figura de São Cristóvão se destaca entre os vários afrescos.

O Teatro Pobre

Aém do seu patrimônio artístico e arquitetônico, a vila é interessante pela sua peculiar tradição teatral. Aqui, todos os anos, são encenados os espetáculos do “Teatro Pobre” onde os habitantes de Monticchiello são os protagonistas.

O Teatro Pobre de Monticchiello nasceu na década de 1960 como forma de resistência à crise econômica. Durante os espectáculos são habitualmente tratados os grandes temas e fatos históricos, sobretudo os contemporâneos, que têm um peso importante na vida da aldeia.


Cristiane de Oliveira

Brasileira do Rio de Janeiro, vive em Florença ha 12 anos. Apaixonada por arte, historia e bons vinhos. Guia de turismo e sommelier na Toscana.

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.