Atendendo diversos pedidos, no post de hoje vamos conhecer um roteiro de seis dias na Toscana. Se você decidir prolongar a sua estadia, ou simplesmente quer algum outro conselho para a sua estadia na Toscana, não hesite em contatar-nos e se você estiver interessado em alguma visita guiada, estamos a sua inteira disposição.

A Toscana é uma das regiões mais apreciadas e visitadas da Itália e provoca paixões fulminantes em todos que a conheçam. Cidades da arte, praias paradisíacas, doces colinas, montanhas e paisagens de tirar o folêgo que nos fazem sentir parte de um verdadeiro cenário digno dos melhores filmes de Holywood.

Um pergunta que nossos clientes, amigos, parentes e seguidores do Tour na Toscana sempre fazem é: “Quantos dias devo dedicar a Toscana durante a minha viagem a Italia?” Perguntinha difícil de responder, pois uma vida inteira não seria suficiente para descobrir as belezas desta terra.

Infelizmente são poucas as pessoas que podem ter o prazer de dedicar tanto tempo à Toscana. Geralmente, meus clientes dedicam, três, quatro, no máximo seis dias para visitar a Toscana. Por isso, resolvi escrever esse artigo, com um pequeno itinerário de seis dias pela Toscana. É claro que se você tiver a possibilidade de ficar mais tempo não perca a oportunidade, pois a Toscana merece muito mais do que seis dias.

Roteiro de seis dias pela Toscana:

Dois dias em Florença

Florença

Florença é uma das cidades mais famosas do mundo e ela não pode faltar em um itinerário pela Toscana.

Reserve o primeiro dia para visitar as praças, igrejas e monumentos da cidade: Piazza della Signoria, Piazza Duomo com a sua majestosa Catedral Santa Maria del Fiore, Ponte Vecchio, Piazza della Repubblica, Piazza Santa Maria Novella, Piazza Santa Croce, Mercato Centrale, Piazza Pitti, Piazzale Michelangelo e o pitoresco bairro de Oltrano.

No segundo dia, dê um mergulho na arte e na cultura da capital da Toscana. Florença é repleta de museus e obras de arte. Tem museus para todos os gostos: pintura, escultura, museu egipicio, moda, etc.

Galleria dell’Accademia – Florença

Para quem gosta de pintura, o carro chefe é a Galleria degli Uffizi, além da Galleria Palatina no Palazzo Pitti. Amantes de esculturas, a dica é o Museu do Bargello. Moda, Museu Gucci e Ferragamo. Para quem gosta de ciências o Museu Galileo é parada obrigatória. A cidade também possui diversos museus com obras de Michelangelo, mas para admirar a grandeza do Davi, tem que ir até a Galleria dell’Accademia. Para quem gosta de estar ao ar livre, a dica é o Jardim de Boboli. Se a sua viagem é na alta temporada, não deixe de reservar os bilhetes de entradas dos museus com antecedência. 

Pisa & Lucca

Pisa – Praça dos Milagres

Pisa não pode deixar de ser visitada se é a primeira vez que você vem á Toscana. Você poderá chegar facilmente a Pisa utilizando o trem que parte da estação Santa Maria Novella localizada no centro de Florença. A viagem dura um pouco mais de sessenta minutos. O pulo do gato é comprar o bilhete de trem diretamente para a estação Pisa San Rossore, que irá lhe deixar muito próximo da Praça dos Milagres. A estação Pisa Centrale fica um pouco mais distante, mas dá pra ir passeando até a Praça dos Milagres. Próximo a estação de Pisa não deixe de visitar os Murales de Keith Haring.

A cidade de Pisa é, naturalmente, famosa por sua bela Piazza del Duomo, onde estão concentrados os monumentos mais importantes da cidade: a magnífica Catedral de Pisa, construída no século XI, o Batistério de San Giovanni, o monumental Campo Santo e a excepcional torre inclinada, conhecida em todo o mundo.

Depois do almoço, caso você queira aproveitar o dia, pode dar um pulo até Lucca. Para chegar em Lucca, poderá pegar o trem que parte de Pisa.

Lucca

Lucca é conhecida como a cidade das 100 igrejas e principalmente pela sua muralha do século XVI que se manteve praticamente intacta até os dias de hoje. Não vai dar tempo de você visitar todas as igrejas de Lucca, mas não deixe faltar no seu roteiro uma visita a Catedral de San Martino e a Igreja de San Michele in Foro. Para quem quiser ver a cidade do alto, suba na Torre Guinigi ou na Torre do Relógio. Não deixe de visitar a Praça do Anfiteatro, local onde foi construído o anfiteatro romano. O pulo do gato em Lucca, é alugar uma bicicleta e fazer todo o “giro” por cima da muralha.

Chianti

Wine tour Chianti com guia Brasileira
Chianti – Vista de Montefioralle

Famoso pelo seu espetacular cenário e pelo excelente vinho, o Chianti é definitivamente uma zona da Toscana que você não pode perder.

As colinas verdes e onduladas são decoradas com fileiras de vinhas e de olivais. Sobre as colinas mais altas é possível admirar antigas fortalezas e castelos. O que não é falta no Chianti são os pontos de interesse turístico e de grande beleza natural, ideais para as fotos de recordação da sua viagem.

Entre os lugares mais famosos e mais interessantes para passar um dia no Chianti são a cidade de Greve in Chianti com a sua tradicional praça, Montefioralle, Panzano com a sua fortaleza e Castellina. Não deixe também de visitar uma das vinícolas de produção do vinho Chianti.

Se você vai voltar para Florença, sugerimos que visite também Barberino Val d’Elsa mas, se sua direção for Siena, poderá visitar Radda e Gaiole in Chianti.

San Gimignano & Siena

Siena – Piazza del Campo

Siena é como Florença, tem que ser vista pelo menos uma vez na vida. A cidade do famoso Palio de Siena é outra jóia da Toscana.

Não deixe de visitar a pitoresca Piazza del Campo com vista para o Palazzo Pubblico e a Torre del Mangia, a imponente Catedral e o Santuário de Santa Catarina. Se perca pelas ruas medievais e descubra e se deixe encantar pelas famosas contradas de Siena.

10 atracoes em San Gimignano
San Gimignano

A segunda parte do dia você pode aproveitar para conhecer San Gimignano, uma das pérolas medievais da Toscana, famosa pelas casas torres que se mantiveram quase intactas durante séculos. Não deixe de visitar o Duomo, a Igreja de Santo Agostinho e a Rocca. Para ver a cidade do alto, é obrigatória a visita à Torre Grossa.

San Gimignano é famosa também pela produção da Vernaccia e de açafrão. Outra parada obrigatória em San Gimignano é a sorveteria Dondoli.

Para ir a Siena partindo de Florença o melhor meio de transporte é o ônibus “SITA” que você poderá pegar na estação rodoviária localizada atrás da estação ferroviária Santa Maria Novella. De Siena você poderá pegar um ônibus até San Gimignano. Não existem ônibus que partem de Florença para San Gimignano.

Um dia em Val D’Orcia

Tour Val d'Orcia com guia brasileira
Capela da Vitaleta – San Quirico d’Orcia

Quando você vê um cartão postal da Toscana a imagem com noventa e nove por cento de chances de ser vista é a do Val D’Orcia. A paisagem do Val d’Orcia é composta principalmente por sinuosas colinas verdes e amarelas pontilhadas por ciprestes e casas rurais.

O Val d’Orcia visto de Montalcino

Entre as cidades mais importantes do Val d’Orcia estão: Montalcino, famosa em todo mundo pela produção do vinho Brunello, Montepulciano, famosa pelo excelente vinho Nobile, Pienza e sua praça renascentista, San Quirico d’Orcia e o seu jardim Leonini. As cidades menores são Bagno Vignoni, Monticchiello e Buonconvento.

Como no Chianti recomendamos que você visite, pelo menos uma vinícola em Montalcino ou em Montepulciano ou então uma fazenda de produtos locais, principalmente de pecorino.

Espero que as nossas dicas sirvam para ajudá-lo a descobrir esta magnífica região que tem muito a oferecer para aqueles que querem descobrir o melhor da Toscana.

Boa viagem!


Cristiane de Oliveira

Brasileira do Rio de Janeiro, vive em Florença ha 12 anos. Apaixonada por arte, historia e bons vinhos. Guia de turismo e sommelier na Toscana.

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.