No artigo de hoje vamos conhecer um pouco de um pequeno vilarejo localizado no coração da Toscana: Bagno Vignoni e suas águas termais.

Bagno Vignoni é uma pequena aldeia no coração do Val d’ Orcia, onde o tempo parece ter parado. Localizado ao longo da Via Francígena, a rota de peregrinação para Roma, a história de Bagno Vignoni está intimamente ligada às fontes termais em que esta aldeia foi construída. De acordo com os achados arqueológicos das eras etruscas e romanas, as termas eram utlizadas desde os tempos antigos.

Bagno Vignoni desenvolveu-se em torno da grande piscina retangular de águas termais que é o centro da cidade. A piscina é alimentada continuamente por fontes termais (52 °) com características terapêuticas e em torno das quais surgiram os centros termais que fizeram de Bagno Vignoni uma estância termal apreciada.

O encanto e a magia de Bagno Vignoni são acentuados pela arquitetura e os detalhes das casas e palácios medievais que cercam, em três lados, a piscina central e que hoje abriga lojas, restaurantes, cafés em uma atmosfera de grande beleza.

Uma loggia típica apoiada por pilares de travertino fecha o quarto lado da piscina. Segundo a tradição, Santa Caterina de Siena, freqüentou a cidade, bem como membros de famílias nobres da Siena, como o Papa Pio II e Lorenzo de’ Medici, o Senhor de Florença.

Nas noites frias de inverno, o contraste entre a temperatura exterior e o das águas termais cria fumos e vapores que se elevam da piscina e envolvem Bagno Vignoni em uma atmosfera mágica e irreal, imortalizado na famosa cena do filme “Nostalgia” do diretor russo Andrei Tarkovsky.

As instituições e as autoridades locais sempre dedicaram uma atenção especial à gestão e conservação de Bagno Vignoni, localizada no centro de um vale único no mundo, o Val D’Orcia: reconhecido como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 2004. O grande vale, atravessado pelo rio Orcia, caracteriza-se pelas impressionantes vistas e por centros de grande interesse histórico e artístico, incluindo Pienza e Montalcino.

As termas livres de Bagno Vignoni

Além dos diversos e modernos centros termais, alguns visitantes que chegam a Bagno Vignoni desejam fazer uma experiência de um banho ao ar livre nas chamadas terme libere (termas livres). Banhar-se na piscina no centro da cidade foi proibido há décadas.

Para encontrar uma área onde é possível entrar na água, você deve se ir em direção ao Parco dei Mulini (Parque dos Moinhos), o penhasco em que surge a cidade e que vai em direção ao rio Orcia.

Em uma área plana não muito larga, você encontrará uma espécie de piscina escavada na pedra calcária. Alí é recolhida a água termal que flui da praça da cidade através de pequenos canais escavados na rocha, visíveis no Parco dei Mulini. Antigamente estes canais eram utilizados para alimentar os tanques de água para moagem de cereais.

A maneira mais fácil de alcançar as termas livres é a segunda estrada à esquerda, saindo de Bagno Vignoni. É uma estrada de terra que leva a uma clareira onde é permitido estacionar.

O ambiente natural e a vista são muito agradáveis, a área é tranquila, mas o espaço ao redor da piscina não é muito grande, e não há instalações e serviços.


Cristiane de Oliveira

Brasileira do Rio de Janeiro, vive em Florença ha 12 anos. Apaixonada por arte, historia e bons vinhos. Guia de turismo e sommelier na Toscana.

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.